Quem Somos

Este espaço online nasceu da aspiração de um grupo de estudantes brasileiros do Instituto Nalanda de NY. Diante da falta de materiais de estudo e recursos em português, buscaram formas de apoiar outros estudantes a aprofundar-se neste abundante campo de estudos e práticas. 

 

Uma das principais atividades deste grupo é a tradução de textos, aulas e palestras para o português. O desejo é de que possamos juntos fomentar um campo de aprendizado para benefício de muitas pessoas e que as práticas psicoterapêuticas sejam inseparáveis da visão de sabedoria.

ale.jpg

Alexandre Vieira

Psicólogo

CRP 12/15.882

Cadastro no e-Psi (CFP) para atendimento online sob o registro 38.554.

Sou um psicólogo e psicoterapeuta com mestrado e doutorado em sociologia política que mantém grande interesse por tudo que conecta redes de ação compassiva, artes e ciências contemplativas. Como praticante  de meditação desde 2008 venho tendo a oportunidade de fazer retiros de estudo e silêncio sob a orientação do professor budista e físico Padma Samten.

 

Após um período de imersão contemplativa de três anos sigo facilitando grupos de estudo, retiros meditativos e práticas de silêncio no Centro de Estudos Budistas Bodisatva - Cebb. 

 

Ao mesmo tempo, minha prática clínica tem sido diretamente beneficiada pelos referenciais , staff de professores  e comunidade de aprendizagem do Instituto Nalanda de Nova Iorque, fundado e coordenado pelo psiquiatra e psicoterapeuta contemplativo Joseph Loizzo. Através do Programa Certificado de Psicoterapia Contemplativa, prossigo num treinamento de dois anos que integra práticas de compaixão, mindfulness e psicologia budista com as mais avançadas pesquisas em neuropsicologia, neurobiologia e psicoterapias baseadas em evidência. 

 

Voltando para o cenário mundial de pandemia, durante esse período tão doloroso e complexo, tenho procurado fortalecer minha ação em rede através do projeto Escuta Compassiva, que reúne vários psicólogos e psicólogas brasileiros num esforço de atendimento de pessoas em condição de vulnerabilidade psicológica e existencial.  

tamara.jpg

Tamara Cristine Gomes

Psicóloga

CRP 02/15538

Cadastro no e-Psi (CFP) para atendimento online sob o registro 34.470

http://tamara.psc.br/

A minha motivação para fazer psicologia nasceu em um curso que falava sobre o significado do nome, ao final do curso compreendi que a Tâmara é uma fruta que alimenta pessoas quando estão no deserto, associei ao deserto ao deserto mental, que de alguma forma eu compreendia, desde então meus olhos brilharam para escolher uma profissão que remetesse cuidados, assim estava claro que meu caminho era a psicologia. 

Iniciei psicologia como segunda formação e a partir do primeiro período estagiei na comunidade do Coque, uma instituição com uma proposta de cuidados integrais, acompanhava grupos terapêuticos com crianças, adolescentes, adultos, gestantes e aos períodos finais realizei atendimentos clínicos individuais, parte do material desses atendimentos grupais foi revertido em pesquisas acadêmicas e publicações nacionais e internacionais. Ao fim da universidade, um artigo publicado no livro “Psicologia e processos interativos nos espaços de periferia: a formação humana em questão” me possibilitou um convite para participar de um grupo de pesquisa com a professora Nadja Acioly-Régnier, passei três meses na França participando de aulas no curso de Psicologia Intercultural, educação e estatística e ajudando em pesquisas acadêmicas que cruzavam as três áreas.

 

Ao retornar ao Brasil iniciei atendimentos clínicos e consequentemente passei a encontrar na prática de meditação um lugar de acolhimento para minhas angústias, ansiedades, lutos e relações quebradas. A partir de então, pesquiso a prática de meditação e sua aplicação ao campo da psicologia, além de participar de retiros de meditação.

 

Em 2016-2017 participei de um sequencial de cursos de Filosofia budista que exploravam a estrutura da mente, psicologia budista dirigida para as emoções, e por último fiz formação de instrutores em Mindfulness Integral, pelo Instituto Ciência Contemplativa, dirigido por Gabriel Jaeger (LAMA LHAWANG)

 

Atualmente estou em formação pelo programa de Psicoterapia Contemplativa do Instituto Nalanda de Nova Iorque, fundado e coordenado pelo psiquiatra e psicoterapeuta Joseph Loizzo que une práticas de compaixão, mindfulness e psicologia budista com pesquisas em neuropsicologia, neurobiologia e psicoterapias, e tem também o intuito de trabalhar experiências do presente, partindo do princípio que podemos treinar nossa mente para que ela esteja mais próxima dos fenômenos que se apresentam e flutue menos em experiências do passado e projeções do futuro.

IMG_0805.jpe

Fernanda Passoni

Psicóloga

CRP 06/88183

Cadastro no e-Psi (CFP) para atendimento online sob o registro 28.711

http://maitripsicologia.com

Sou psicóloga e psicoterapeuta. Minha trajetória profissional começou na área de Gestão do Stress e Promoção da Saúde. Trabalhei muitos anos desenvolverndo estratégias de treinamento para trabalhadores que realizam atividades de ricso e também gerenciando programas de qualidade de vida em empresas. Nessa época fiz mestrado em Psicologia Social e Especialização em Promoção da Saúde, ambos pela Universidade de São Paulo. Ainda, fiz um MBA em Psicobiologia da Saúde do Trabalhador na Unifesp e um MBA em Gestão de Pessoas na FGV/SP.

 

Com o passar dos anos meu foco foi mudando de uma atuação mais grupal e organizacional, para uma atuação mais clínica e individual, porém ainda atuando coletivamente como facilitadora de programas e cursos. Sou professora do Programa Mindful Self Compassion (Center for MSC) e direciono minha atuação como psicóloga clínica para a Psicoterapia Contemplativa, através da Terapia Focada na Compaixão, tendo formação pela FM/USP nessa área, da Terapia de Aceitação e Compromisso (formação pelo CESDE) e dos estudos realizados no campo do Mindfulness e da Compaixão.

  

Apesar de todos estes anos de estudo e formações em psicologia, a sustentação do meu trabalho se dá pela prática de meditação e pela orientação que recebo de meus mestres: Lama Padma Santem e Lama Alan Wallace. 

Para mim a prática como psicóloga clínica nunca esteve distante da visão e da sabedoria budistas, e o estudo da Psicoterapia Contemplativa me permitiu ter uma compreensão mais viva e qualificada de como a psicologia se encontra e se amplia a partir das tradições contemplativas orientais.

As terapias cognitivas de quarta geração, como a Terapia Focada na Compaixão ou a Terapia de Aceitação e Compromisso, a meu ver, são meios hábeis pelos quais podemos ajudar as pessoas no seu processo de florescimento: um caminho de descoberta, na verdade! Já temos toda a sabedoria e todas as qualidades. O encontro terapêutico é, portanto, um momento catalizador, em que a partir dessa conexão podem surgir visões de mundo mais livres e ações mais compassivas, tanto para o cliente como para o terapeuta.

Sou apaixonada pela minha profissão e profundamente agradecida a cada pessoa que tive e tenho o privilégio de trabalhar em colaboração!